Os cravos, a cruz e eu


O que dizer? Me sinto sem palavras. Minha cabeça se inclina,não consigo a erguer aos céus. Seu amor me constrange.

Sou um jovem. Tantas coisas a viver. Tanto a planejar. Tanto a conquistar. Mas o que fazer com a cena do Cálvario? Onde esconder os pregos? Como apagar a mancha de sangue ? O que fazer? Escondê-los debaixo da mesa de estudo? No fundo da bolsa para o namorado (a) não ver ? Jogar no quartinho da bagunça? Dar para o cachorro comer?

O QUE FAZER???!!!!!

Por mais que tenha feito planos até para os meus oitenta anos, como chegar lá ignorando essa declaração? Declaração de amor por mim! Por mim!! Como viver hoje sem esse amor ? Ele pulsa, é quente, me atrai…Não posso viver…não posso viver mais…não posso…

Visto a roupa. Pego o ônibus. “Esse ônibus passa pelo Cálvario?”, perguntei.”Passa sim, pode subir”, o motorista respondeu. Eu precisava ir lá de novo, precisava ver a cruz, precisava ouvir o Gólgota me contar a história de novo. Aquela declaração não saía mais da minha cabeça, precisava saber o que fazer.

jhjhNo Monte do Cálvário caminhou

Levava sobre si uma dura cruz

e alguns se perguntavam: quem é ele?

Era Jesus, era Jesus

Levava sobre si a minha dor

E todos os meus pecados também

Não entendo por que eu fazendo tanto mal

Sou merecedor assim de tanto bem

O cálvario é quem melhor sabe contar

sobre a maior prova do amor de Deus

Mandando seu Filho amado pra morrer por mim

Pra me dar diretio então de ir ao céu

Levava sobre si o meu rancor

Levava sobre si a minha cruz

E no monte do calvario Ele a sepultou

E no monte do calvario Ele a sepultou

por mim, Jesus

Subindo ao monte, começo a ouvir a sua voz, e a história das histórias. Ouso passar a mão pelo madeiro, e pra minha surpresa,a cruz ainda estava cheia de sangue, sangue de alguém que me amou sem pedir explicações ou algo em troca…sem forças me prostrei ante a cruz e as lágrimas rolaram: “Jesus, não podia ser de outra forma? Tinha que ser uma cruz?” .

Ainda podia ouvir a voz do Cálvario:

O diadema da dor que retalhou se rosto gentil, três pregos fincando a carne na madeira para segurá-lo naquele lugar.

Compreendo a necessidade de sangue. Seu sacrifício eu abraço.Mas  a esponja amarga, a lança transpassando, o cuspe em seu rosto? Tinha que ser uma cruz?

Não havia uma morte mais amável do que seis horas pendurado entre a vida e a morte, tudo isto regado a um beijo de traição?

– Oh, Pai, – diz você com o coração tranquilo, – desculpe perguntar, mas preciso saber, fizeste isto por mim?

Ousaríamos fazer esta oração? Ousaríamos fazer esta oração? Ousaríamos dar vazão a tais pensamentos? Estaria o monte da crucificação cheio de presentes de Deus? Podemos examiná-los? Abramos estes presentes da graça como se – ou talvez, quem sabe – pela primeira vez. E, ao tocá-los –  ao sentir a madeira da cruz e passar os dedos pela trança da coroa de espinhos –  pare e ouça. Provavelmente você o ouvirá sussurrar: “Eu fiz isto por você”.

fdgdfgdfg441Deixei o meu lar

e meu Pai

Deixei minha glória

por ti

Paguei os pecados

em teu lugar

Verti o meu sangue

pra ti salvar

Amada Minha

Eu sofreria de novo aquela dor

Só pra ter teu coração

Amada Minha

Eu morreria de novo naquela cruz

Se preciso fosse

Pelo teu amor

“Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” Rm 5:8

O que adianta a minha juventude, a fama, o sucesso, o dinheiro, o poder, ganhar o mundo inteiro, mas perder a própria alma? Jesus disse que quem perder a sua vida por amor a ele ganhará a vida. Deus me oferece vida terrena e vida eterna, sua companhia hoje e pra sempre.

 

Deus, o Todo Poderoso, o Criador de todas as coisas resolveu nos amar de tal maneira, que não conseguiu conviver com a idéia de não nos ter por perto (por que o pecado do Éden nos separava desde então), sendo assim, fez o impossível para nos resgatar das garras da morte eterna: enviou o seu filho, que é Deus, para apagar o que o pecado fez,  através do seu próprio sangue.

O Cálvario continuava a me explicar :

“A  multidão que assistia pensava que o propósito da marretada era pregar as mãos de Jesus no madeiro. Mas eles estavam apenas meio-certos. Não podemos culpá-los por ter perdido a outra metade. Eles não podiam vê-la. Mas Jesus podia. E os céus podiam vÊ-lo. E nós podemos. Através dos olhos das Escrituras vemos o que outros não veem, mas Jesus viu: “ havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz” (Cl 2.14).

Entre suas mãos e a cruz havia uma lista. Uma longa lista. A lista de nossos enganos: luxúria e mentiras, momentos de cobiça e anos pródigos. A lista de nossos pecados.

Oscilando na cruz, há um catálogo especificando os nosso pecados. As más decisões do ano passado. As atitudes erradas da semana passada. Lá, em plena luz do dia para que todo o céu possa ver, há uma lista de nossos pecados.Entretanto, a lista que Deus tem feito não pode ser lida. As palavras não podem ser decifradas. Os enganos estão cobertos. Os pecados escondidos. Seus pecados são riscados (Cl 2.14).

ado

Como eu nasci?

Como cheguei aqui?

Para onde vou?

A resposta encontrei no Salvador

Não posso pagar

Não posso pagar

Tudo o que eu faço é tão pouco

Diante do preço que foi pago pra me salvar

Jesus se entregou

Por mim se humilhou

Pagou a minha dívida na cruz

E ali me curou e me salvou

Hoje sei por que nasci

A razão do meu existir

É maior do que eu mesmo

É divino não tem fim

Fui comprado pelo preço

Mais caro deste mundo

A cada dia estou mais preso

Na liberdade que hoje tenho

 

 

cross20-20jesus20black20mini20cross

É por isto que Ele se recusou a fechar os punhos. Ele conhecia a tua lista! O que o impedia de resistir? Esta garantia, esta tabulação de nossas falhas. Ele sabia que o preço de todos aqueles pecados era a morte. Ele sabia que a fonte de todos aqueles pecados era você, e, uma vez que Ele não poderia suportar a eternidade sem a sua companhia, Ele escolheu os cravos.

A mão que apertava o punho não era a de um soldado romano.

A força por trás do martelo não era a de uma multidão furiosa.

O veredicto por trás da morte não foi decidido por judeus invejosos.

O próprio Jesus escolheu os cravos.

Então as mãos de Jesus se abriram. Se o soldado tivesse hesitado, o próprio Jesus teria pego o malho. Ele sabia como; não era novidade para Ele lidar com cravos. Como carpinteiro Ele conhecia a profissão. E, como Salvador, Ele sabia o que isto significava. Ele sabia que o propósito dos cravos era esconder os nossos pecados, onde pudessem ser escondidos por seu sacrifício e cobertos por seu sangue.

Assim sendo, o próprio Jesus bateu o martelo.

A mesma mão que abriu o mar rasga suas culpas.

A mesma mão que limpou o templo, limpa seu coração.

A mão é a mão de Deus.

O cravo é o cravo de Deus.

E as mãos de Jesus abertas para os cravos, as portas dos céus abertas para vocÊ.

adoracaokiss

 

i-could-sing1 Dos montes corre para o mar
Teu rio de amor por mim
Eu abrirei meu coração deixando a tua cura entrar
Me alegro por te pertencer
Levantarei as minhas mãos
O teu amor me alcança e me faz louvar-Te
Cantarei teu amor pra sempre
Cantarei teu amor pra sempre
Cantarei teu amor pra sempre
Cantarei teu amor pra sempre
Meu coração exulta
E com amor eu canto
Se o mundo conhecer a ti
Ele se encherá com a tua alegria

 

Olá, queridos leitores!

Este especial de Páscoa foi só mais uma tentativa de expressar para os que estão a nossa volta sobre o que esse Deus faz. Um Deus que eu encontrei um dia e minha vida mudou pra sempre. Não digo que eu era um “Zé ninguém”, duro, pobre, e Deus me fez um milhonário famoso, por que seria indigno de tudo o que Ele fez.  Ele me deu a alegria verdadeira de viver, livrou-me dos meus agudos complexos quando clamei a Ele, limpou-me da sujeira do meu pecado. E sim, faz o trabalho das minhas mãos prosperarem.

Ele é lindo! E sabe o que é melhor ? É que Ele não só está lá no céu a KM e KM e KM daqui, mas Ele habita dentro de você se você assim desejar. Deus fala conosco pessoalmente, conhece nossos pensamentos, aflições, alegrias, meu nome, meu passado, meu futuro. E Ele também sonha pra mim, sonhos grandes. Me ensina como viver da melhor maneira aqui nessa terra, aproveitando o que há de melhor nela,  e como continuar vivendo eternamente.

A condição que Ele nos pede é que creiamos nele e o confessemos perante os homens, ou seja, na nossa vida. E ele nos salva.

Seja honesto, você já ouviu falar de um Deus assim? Um Deus que trabalha por aqueles que o amam? Que tem misericórdia de quem não está nem aí por Ele? De um Deus que fala em amor para com os homens? Que tenha deixado tudo que tinha para resgatar o que era de mais precioso, como um guerreiro que deixa tudo e enfrenta tudo para salvar sua donzela?

Não há outro.

E sabe ainda o que é melhor: Ele morreu só naquela sexta e sábado, mas Ele ressuscitou! Ele tem poder pra isso! Ele criou todas as coisas, não teria poder pra trazer a vida a si próprio (sendo que só o corpo de Jesus morreu)?

É mais fácil acreditar do que negá-lo. E Ele quer que você acredite para Ele mudar para melhor a sua vida!

Convidar Jesus para sua vida é tão simples e fácil como fazer essa oração…

Querido Senhor Jesus, eu creio em Ti…

Obrigado por levar meu pecado e minha vergonha na cruz, eu preciso de Ti…

Preciso da tua graça para perdoar-me e preciso do teu amor para mudar-me.

Obrigado por teu incrível amor.

Eu te aceito como meu Senhor e Salvador.

Agora eu sou um cristão, o que significa que Tu vives em mim.

Eu pertenço a Ti. Viverei minha vida para Ti

Amando os outros enquanto teu amor me transforma…

AMÉM.

intimo1

passion_recut_mainkljkljk2

 

4 pensamentos sobre “Os cravos, a cruz e eu

  1. […] OS CRAVOS, A CRUZ E EU […]

  2. Raphael disse:

    UAU…SIMPLESMENTE… EXCELENTE

  3. rebeca cristina disse:

    parece que esta pagina descreve a inquietação da minha alma!!!
    thais tudo isso ta no meu coraçao me encomodando!
    o que tenho feito com esse sacrificio?
    Thais ficou excelente mesmo que Deus continue te inspirando!
    glorias á Deus pelo seu amor…

  4. […] Texto original em: https://louvoresdoaltissimo.wordpress.com/especial-de-pascoa/os-cravos-a-cruz-e-eu/ […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: