Arquivo da tag: Freedom

O “Glory” de Michael W. Smith

Quem nunca ouviu Michael W. Smith que atire a primeira pedra!! :p

Sério, se você conhece pelo menos a Aline Barros você com certeza, já ouviu alguma música dele. Eu particularmente conheço o MWS desde Picture Perfect, no qual a Aline gravou em seu primeiro Cd de 1995, o álbum “Sem Limites” aquele lançado pela Grape Vine, com o título de Quando a força de Cristo falar. Que aliás, esse cd foi o primeiro que ganhei na vida! :O Rsrsrsrs #MeuDeus. Bem, pra qualquer coisa dá uma olhada no DVD de 20 anos da Aline, gravado recentemente,  no qual, o Michael marcou presença!

Mas enfim, o cantor que é a maior referência da música gospel mundial e detentor de inúmeros recordes, álbuns de sucesso, prêmios e milhões de discos vendidos ao longo de sua carreira, chega ao 23º álbum com  “Glory”, sendo o segundo intrumental da discografia. E se você ainda se emociona com o Freedom ao longo desses 12 anos (Freedom foi lançado em 2000, :O) , vai se encantar e sonhar mais uma vez com esse belo trabalho cheio da bela criatividade que Deus o concedeu. 

 O projeto conta com uma orquestra de 65 peças, que dão vida ao repertório totalmente instrumental, com uma música inédita composta pelo próprio cantor, “Glory – The Overture”, além de “The Patriot”, “Heroes”, “Whitaker’s Wonder”, “Redemption”, “Atonement”, “The Romance” e uma versão rearranjada de “Agnus Dei”.

O álbum foi gravado no renomado “AIR Studios Londres”, onde foram produzidos álbuns de Andrew Lloyd Webber (autor de O Fantasma da Ópera), Peter Gabriel, as trilhas sonoras de “Piratas do Caribe” e “As Crônicas de Nárnia”, dentre outros.

Para Michael W. Smith, o álbum tem características que agradarão os amantes de sua música: “Eu disse muitas vezes que “Freedom” é meu registro favorito, por isso estou muito animado para lançar este meu segundo álbum instrumental. Eu acho que as pessoas que gozam de liberdade vão gostar muito deste álbum; e eu realmente acho que segundo algumas das torções musicais exclusivas que este projeto está tomando, ele abrirá portas para um novo público”.

O cantor confessa que a produção para este álbum foi feita de forma inspiradora, com referências no cinema: “Quando eu trabalho com uma orquestra eu sinto que estou no meu lugar. Muitas vezes, eu acho que o filme “Carruagem de Fogo” e a famosa citação pelo herói do filme Eric Liddell: ‘quando eu estou executando algo, consigo sentir seu prazer’, esta declaração abrange minha experiência quando eu trabalho na música instrumental. Quando eu me vejo varrendo melodias e épicos, canções cinematográficas se concretizam, é como se eu estivesse oferecendo uma oração para nosso Pai no céu”, expressa Michael.

É isso aí, galera! Vale à pena conferir os trabalhos do Michael desde os mais antigos!

Vou deixar pra vcs uma do CD Glory e outra super conhecida do CD Freedom:

Até+!

T.M.

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , ,